Álamo circunspecto, entoa mais na lucidez dos mudos
que na rudeza dos uivos
desde as calmas que não tuas
(a calma de um galho,
seu apego e suas folhas;
ou:
sabe um galho
neste pouco antes do estalo?)

Deito à mesa um maço falho
e prontamente solto um rádio:
pra que lado eu giro agora?
No sentido de que festa?
E o rádio é aberto, devolvido casto.

Os médicos, diz uma estação.
Os órfãos e os músicos de beira,
os pólos, diz outra.
Lá são filhos do grande aquário!

Eis, mesmas ondas.
Eis, conseguindo cada raio.
Eis:

que o caos benevolente componha,
pelo amor de Ólome espectro,
calmas ígneas, bandoneônicas,
píons rípios ou marcos süaves.

Anúncios